Fri 20-10-2017 17:00 PM

O Ministério de Defesa Organiza "a Conferência dos Líderes de Guerra do Século XXI" no próximo domingo

Abu Dhabi, 20 de outubro, WAM 


O próximo domingo começam as atividades da Conferência Anual do Ministério de Defesa "a Conferência dos Líderes de Guerra do Século XXI", que vai ser celebrada com o patrocínio de sua excelência o Cheikh Muhammed Ben Rached Al Mactoum, Vice-presidente do pais, Primeiro-ministro e Governador de Dubai, e culhas atividades vão demorar dois dias na sede do Centro dos Emirados para os Estudos e Investigações, e na sede da Académia de Reibdan em Abu Dhabi.
A agenda da Conferência inclui algumas questões estratégicas importantes, que vão ser disputadas através de um grupo de intervenções principais e sessões de conversa.
Na mesma linha, o Ministério de Defesa tem como objetivo desta Conferência disputar os desafios resultados pelo desenvolvimento no terreno das guerras contemporâneas, e do crescimento dos conhecimentos estratégicos necessários sobre os conflitos atuais e futuros.
Além disse, a Conferência ofrece uma oportunidade valiosa para a preparação aos desafios previstos, através de expor as visões mais recentes com relação aos itinerârios de rápido crescimento nas caraterísticas do conflito e as influências das amenaças previstas causadas e variáveis no ambiente estratégico da segurança.
Participa na Conferência uma elite de altos cargos e experientes, especialistas e académicos, nacionais e internacionais, nos terrenos da previsão estratégica do futuro e as questões militares e da segurança.
O primeiro discurso na Conferência o faz o Marechal Stan Macristal, com o título "as formas variáveis da guerra no século XXI", onde realça a comprensão das amenaças diretas e indiretas variáveis para a segurança dos países, procedentes por parte dos inimigos geopolíticos para a estabilidade regional e a força crescente das entidades eficazes não estatais, estatais e as crimes pelas fronteiras.
Depois deste discurso, a Ministra do Estado para o Conselho Nacional Unitário, Noura Bent Muhammed Al Caabi, faz um discuros sobre a utilização dos meios de comunicação e a diplomâcia digital nas guerras do poder suave.
Organiza as sessões de conversação o apresentador Muhannad Al Khatib, e a primeira sessão vai ser com o título "as estratégias governamentais necessárias para confrontar as amenaças crescentes e os mecanismos de respostas eficazes".
A sessão expõe umas questões importantes, como algumas estratégias para a defesa e a segurança nacional e internacional totais, mesmo o equilíbrio entre as capacidades nacionais atuais e as futuras para confrontar as amenaças nascentes.
As questões desta sessão as disputa o Marechal Dahi Khalfan, Vice-líder da Polícia e a Segurança Pública em Dubai, junto com o Almirante aposentado James Mauris e Lord Petter Recket.
A segunda sessão disputa "o discurso estratégico e as influências" através da competição no terreno da influência no público com discursos, atacar a legitimidade dos países e aproveitar os pontos de debilidade no atual sistema internacional. As questões desta sessão as explica o Dr. Maksoud Cruze, o Dr. Steve Tatham e o Dr. Matti Sarilainin.
Enquanto à terceira sessão com o título "a geopolítica dos avanços técnicos e econômicos", culhas questões vai ser sobre o descobrimento da influência das técnicas nascentes na geopolítica geral, a política nacional, a esconomia e a sociedade, além de compreender as influências das mudanças econômicas na geopolítica. Além disso, a sessão explica a influência geopolítica da fabricação internacional da defesa e a privatização das capacidades e serviços militares e da segurança.
A lista de discursos nesta sessão vai incluir a Rodulf Louhemier, Dr. Petter Singer e Dr. Rob Johnson.
Aliás, o segundo dia da Conferência foca em sessões de trabalho especializadas na Académia de Reibdan, com respeito às resoluções do primeiro dia, para ter uma visão total e coincidente a nível de todos os componentes nacionais, já que será com participações de especialistas internacionais.
A importância desta Conferência vem no contexto do que o Ministério de Defesa ser uma instituição pioneira na previsão do futuro, que trata os desafios de maneira estratégica na defesa, coincidindo com as aspirações do futuro e os planos estratégicos do Governo dos Emirados Árabes Unidos, mesmo o comprometimento da sua missão de defender o Estado dos Emirados Árabes Unidos e proteger os seus interesses, através de compreender o ambiente estratégico e formalizar políticas e estratégias de defesa adequadas para o futuro.
 


Link