Mon 11-12-2017 17:09 PM

Fórum para Promover a Paz nas Sociedades Muçulmanas começa

ABU DHABI, 11 de dezembro de 2017 (WAM) - A quarta conferência do Fórum para Promover a Paz nas Sociedades Muçulmanas começou nesta manhã em Abu Dhabi, sob o patrocínio de S.A.Sheikh Abdullah bin Zayed Al Nahyan, Ministro de Relações Exteriores e Cooperação Internacional.

Realizada no Hotel St. Regis, a conferência de três dias reúne com mais de 700 estudiosos árabes e muçulmanos, bem como participantes de outras religiões para discutir maneiras de promover uma visão moderna do Islã e de chamar a atenção para o contributo da religião para paz e harmonia globais.

Também procurará examinar as causas profundas das preocupações mútuas entre os próprios muçulmanos e em relação à sociedade em geral.

Falando mais cedo para a mídia, o Secretário-Geral do Fórum, o Dr. Mohammed Matar Al Ka'abi, que também é o Presidente da Autoridade Geral para Assuntos Islâmicos e doações, disse que o fórum deste ano se concentrará no tema 'Paz Global e Medo do Islã: combater a propagação do extremismo ".

"Com a prevalência da islamofobia nas sociedades ocidentais, que prejudica a confiança entre as minorias muçulmanas, encoraja o discurso de ódio e aumenta as acusações que sugerem que" o Islã é contra a paz ", é necessário combater essas alegações com provas científicas e destacar a visão do Islã de paz global ", disse o Dr. Al Ka'abi.

O primeiro tema, discutido durante a sessão desta manhã, centrou-se no clima internacional e regional para a paz global, procurando identificar fatores que poderiam potencialmente representar uma ameaça para a paz regional ou global, independentemente de estarem relacionados a influências políticas, econômicas ou sociológicas ou pode ser atribuído a pontos de vista ideológicos, culturais e doutrinais. Entre estas últimas, as questões destacadas para a discussão incluíram ideologias que sugerem que "um choque de civilizações" é inevitável ou aqueles que tomam uma visão apocalíptica do mundo. As tendências racionalistas e o extremismo religioso, independentemente da sua origem, também foram incluídos nos temas de discussão, dentro de um quadro que observou que tais visões podem começar com a marginalização e exclusão de minorias étnicas e religiosas, levando à limpeza religiosa e étnica e a organizações internacionais terrorismo.

O evento foi aberto com observações de Sheikh Abdullah bin Bayyah, Presidente do Fórum para Promover a Paz nas Sociedades Muçulmanas, seguido pelo Dr. Mohammed bin Abdul Karim Al Issa, Secretário da Liga Mundial Muçulmana.

Os outros temas a serem discutidos nos próximos três dias incluem: O Medo do Islã: Causas e Contextos, com dois temas: "Medo do Islã de uma Perspectiva ocidental" e "Medo do Islã da Perspectiva das Minorias Muçulmanas". Três oficinas de trabalho discutirão "islamofobia e nova islamofobia"; 'Islamofobia e Populismo Novo', e 'Islamofobia, Mídia e Meios de Comunicação'.

"O Islã e o Mundo - Uma Visão Islâmica da Paz Global", que se concentrará na visão do Fórum para Promover a Paz nas Sociedades Muçulmanas e nas contribuições do fórum para a paz global.

'Islamismo e Mundo - Formas de Aproximação e Solidariedade'.

wam- nadia allim http://wam.ae/en/details/1395302653386

WAM/

Link