Mohamed bin Zayed inaugura o sítio histórico de Qasr palácio de Al Hosn

ABU DHABI, 5 de dezembro de 2018 (WAM)-sua Alteza Xeque Mohamed bin Zayed Al Nahyan, príncipe herdeiro de Abu Dhabi e comandante supremo das forças armadas dos EAU, abriu hoje o sítio histórico e cultural de Qasr Al Hosn, o mais antigo e mais significativo patrimônio em Abu Dhabi.

O site foi lançado após a conclusão de um projeto de renovação que foi conduzido pelo departamento de cultura e turismo de Abu Dhabi e incluiu quatro áreas conectadas, que são o Palácio de Al Hosn, o Conselho Consultivo Nacional e reconstrução do Fundação Cultural e a casa dos artesãos.

O Qasr Al Hosn, localizado no centro da cidade de Abu Dhabi, transformou-se de um centro de pesca e pesca de pérolas numa das modernas cidades internacionais do mundo.

Sua Alteza Xeque Mohamed bin Zayed disse que a área mostra a história antiga de Abu Dhabi, que os pais e avós construíram na com determinação, ressaltando que através de sua coesão e solidariedade, e devido a seus sacrifícios, todos estão vivendo em um país moderno. que tem uma estatura de prestígio entre as nações.

Sua Alteza Xeque Mohamed expressou sua felicidade e orgulho no relançamento do local, que é um marco histórico da antiga sociedade e rica herança dos Emirados Árabes Unidos. "Somos inspirados pelos valores dos avós e fundadores, e nos lembramos de suas histórias inspiradoras e transmitimos sua herança, cultura, valores e civilização para as gerações futuras", disse ele.

A cerimônia de abertura contou com a presença do Dr. Amal Abdullah Al Qubaisi, presidente do Conselho Nacional Federal; Xeque Abdullah Bin Zayed Al Nahyan, Ministro de Relações Exteriores e Cooperação Internacional; Xeque Tahnoun bin Mohammed Al Nahyan, Representante do Governador de Abu Dhabi na região de Al Ain; Suroor bin Mohammed Al Nahyan; Xeque Hazza Bin Zayed Al Nahyan, vice-presidente do Conselho Executivo de Abu Dhabi; Xeque Issa Bin Zayed Al Nahyan; Xeque Mansour Bin Zayed Al Nahyan, Vice-Primeiro Ministro e Ministro de Assuntos Presidenciais; Xeque Hamed Bin Zayed Al Nahyan, Chefe do Tribunal do Príncipe de Coroa de Abu Dhabi; Xeque Theyab bin Zayed Al Nahyan; Xeque Khalid bin Zayed Al Nahyan, Presidente do Conselho da Zayed Higher Organization for Humanitarian Care & Special Needs, ZHO, e Xeque Diab bin Mohamed bin Zayed Al Nahyan, Presidente do Departamento de Transportes.

Durante a cerimônia, o Xeque Mohamed e os outros Xeques , e os participantes visitaram a área com Mohammed Khalifa Al Mubarak, Presidente do Departamento de Cultura e Turismo em Abu Dhabi, e forum informados sobre a reconstrução e renovação do Qasr Al Hosn, que foi transformado em um museu que mostra a história de Abu Dhabi.

Eles também visitaram uma exposição intitulada "Artistas e a Fundação Cultural: Começos", que exibe obras de artistas dos Emirados, bem como a "Casa dos Artesãos", que exibe o artesanato tradicional dos Emirados.

A cerimônia também incluiu um show de luzes narrativas nas paredes do palácio, a Fundação Cultural e o pátio que se estende entre os dois locais.

A cerimônia apresentou cenas sobre o patrimônio do país e histórias relacionadas ao palácio, que simboliza a história antiga do emirado. A platéia testemunhou a história de como as pessoas da região se mudaram do deserto para a costa e como a tribo Bani que se estabeleceu na Ilha de Abu Dhabi e formou sua primeira comunidade.

Qasr Al Hosn é o patrimônio mais antigo e significativo da cidade de Abu Dhabi, abrangendo dois edifícios emblemáticos: o Inner Fort, construído em 1795, para proteger o assentamento de Abu Dhabi, na ilha na década de 1760, e o Outer Palace. , construído na década de 1940. Uma testemunha da história vibrante de Abu Dhabi, nos últimos dois séculos, já foi o lar da família governante, da sede do governo, do conselho consultivo e dos arquivos nacionais.

Agora transformado em monumento nacional depois de vários anos de trabalhos de conservação rigorosos e ambiciosos, o Qasr Al Hosn é um monumento que traça o desenvolvimento da cidade desde um assentamento que depende da pesca e perolização no século XVIII até uma moderna metrópole global. Os visitantes também podem visitar o histórico prédio do Conselho Consultivo Nacional, local das primeiras discussões e negociações sobre a unificação dos Emirados.

A exposição Inner Fort traça a história de Qasr Al Hosn e os muitos eventos históricos que testemunhou, explorando o assentamento da ilha de Abu Dhabi, a vida cotidiana no forte e mostrando como esse marco histórico já foi uma residência familiar governamental e uma movimentada administração Centro.

O Outer Palace foi construído pelo xeque Shakhbut bin Sultan Al Nahyan na década de 1940. Os quartos exibem as histórias das pessoas que viviam no palácio e suas vidas cotidianas. Os visitantes irão explorar os bairros pessoais do Xeque Shakhbut bin Sultan Al Nahyan, ou participar do Majlis do Governador. Filmes, exibições interativas e histórias orais dão vida a essas histórias, junto com artefatos e tesouros originais do passado.

As instalações recém-renovadas da Fundação Cultural receberão um programa diversificado em seu novo Centro de Artes Visuais, incluindo uma exposição inaugural marcante com foco na história do prédio como um farol para os artistas dos Emirados Árabes Unidos. Após a abertura da Fundação Cultural, o acesso ao Centro de Artes Visuais, que além das salas de exposições, contará com oficinas e estúdios de arte. Os dois componentes restantes - um teatro de 900 lugares e a primeira Biblioteca Infantil do gênero - serão abertos em 2019.

A exposição inaugural de "Artistas e a Fundação Cultural: os primeiros anos" apresenta mais de 100 obras de artistas locais que atuaram nos primórdios da instituição nos anos 80 e 90. Com curadoria de Maya Allison, curadora-chefe e diretora executiva da NYU Galeria de Arte de Abu Dhabi, com Alia Zaal Lootah, Assistente Sênior de Curadoria, Louvre Abu Dhabi, Artistas e Fundação Cultural refletirá sobre a história do prédio como um convocador de artistas e criativos papel na criação de uma cena cultural nos Emirados Árabes Unidos Apresentando obras históricas e modernas de importantes artistas dos Emirados Árabes Unidos cujas carreiras lançadas na Fundação Cultural, bem como várias novas comissões, a exposição será uma representação visual e simbólica da diversidade artística dos Emirados Árabes Unidos. Artistas e a Fundação Cultural: Os Primeiros Anos traça pontos de conexão e divergência entre esses primeiros grupos de artistas da Fundação Cultural, convidando os visitantes a refletir sobre o passado e o presente da comunidade de arte local de Abu Dhabi.

Localizada em Al Hosn, ao lado de Qasr Al Hosn e da Fundação Cultural, a Casa dos Artesãos é uma iniciativa dedicada à salvaguarda e promoção do patrimônio imaterial dos Emirados Árabes Unidos. Exposições, workshops e cursos de treinamento com foco no artesanato tradicional dos Emirados, como Al-Sadu, Khoos e Talli (bordados), permitirão a transmissão de conhecimentos e habilidades sobre esses ofícios, garantindo sua sobrevivência futura. .

O artesanato representado na Casa dos Artesãos celebra a relação criativa e artística entre o povo dos Emirados Árabes Unidos e os recursos naturais disponíveis localmente. Dentro das diversas paisagens dos Emirados Árabes Unidos - do deserto, ao oásis, à costa e ao mar - os artesãos desenvolveram habilidades para atender às necessidades funcionais e econômicas. O artesanato feito através dessas habilidades mostra uma profunda sensibilidade artística. Compartilhada de geração em geração, essa herança intangível agora preserva não apenas as habilidades práticas, mas também os valores compartilhados associados à identidade dos Emirados.

O local de Al Hosn será marcado com uma celebração de uma semana de 7 a 15 de dezembro de 2018. Passeios gratuitos, eventos e apresentações musicais darão vida à história do local e oferecerão aos visitantes um vislumbre da história de Abu Dhabi e de seu povo.

Traduzido por, Mohamed Eid Khedr http://wam.ae/en/details/1395302725460

WAM/Portuguese