EAU é o único parceiro da Dinamarca no Oriente Médio no âmbito de seu plano para reduzir emissões de carbono: diz enviado dinamarquês

  • photo5812137096171860151
  • photo5812137096171860138
Vídeo Imagem

Elaborado por: Binsal Abdulkader

ABU DHABI, 7 de janeiro de 2020 (WAM) - A Dinamarca selecionou os Emirados Árabes Unidos como seu único parceiro no Oriente Médio no âmbito de seu plano para reduzir emissões de carbono, disse um importante diplomata dinamarquês à Agência de Notícias dos Emirados, WAM.

"Um aspecto significativo nas relações bilaterais é a importância que a Dinamarca atribui aos Emirados Árabes Unidos em relação à cooperação em energia, meio ambiente e mudanças climáticas", disse Franz-Michael Skjold Mellbin, embaixador dinamarquês nos Emirados Árabes Unidos, em entrevista exclusiva em Abu Dhabi.

A Dinamarca começou recentemente a 'Diplomacia do Carbono' para forjar cooperação e parcerias internacionais para alcançar sua meta ambiciosa de redução de 70% nas emissões de carbono até 2030 e designou suas 15 embaixadas em todo o mundo como 'embaixadas pioneiras' para esse fim, explicou o embaixador.

A Embaixada de Abu Dhabi foi selecionada para aprimorar a cooperação com os Emirados Árabes Unidos por dois motivos. "[Em primeiro lugar], vemos os Emirados Árabes Unidos como um país produtor progressivo de petróleo e gás, que está olhando proativamente para a transformação energética e o futuro da energia.

"[Em segundo lugar] Abu Dhabi está hospedando a sede da Agência Internacional de Energia Renovável, IRENA. A Dinamarca é mais proativa e progressiva em energias renováveis, disse o enviado.

As outras embaixadas da Dinamarca em Diplomacia do Carbono estão em Pequim, Berlim, Hanói, Jacarta, México, Nairóbi, Nova Délhi, Paris, Pretória, Seul, Tóquio, Washington, Nova York [Missão da ONU] e Bruxelas [Missão da UE].

Cerca de 2500 cidadãos dinamarqueses que vivem e trabalham nos Emirados Árabes Unidos ajudam a melhorar os laços entre os dois países, disse o embaixador.

No que diz respeito ao setor da economia, cerca de 175 empresas dinamarquesas estão operando nos Emirados Árabes Unidos, principalmente em setores como saúde (principalmente produtos farmacêuticos), alimentos, remessas, máquinas e tecnologias ambientais, disse ele.

O enviado que completou um ano de seu serviço em Abu Dhabi ficou muito feliz ao testemunhar "desenvolvimentos socioeconômicos muito importantes, como a visita do Papa e o Ano da Tolerância durante o ano passado".

A embaixada dinamarquesa tem desempenhado um papel ativo na cooperação entre embaixadas nórdicas [Suécia, Finlândia, Noruega e Dinamarca] nos Emirados Árabes Unidos.

Um seminário sobre 'mulheres no espaço de trabalho' foi organizado em dezembro em Dubai com a participação das embaixadoras nórdicas e Mona Al Marri, diretora geral do Gabinete de Comunicação Social do Governo do Dubai e vice-presidente do Conselho de Equilíbrio de Gênero e outros especialistas e empresas líderes da Suécia, Finlândia, Noruega, Dinamarca e Emirados Árabes Unidos.

Traduzido por: Mohamed Eid Khedr.

https://wam.ae/en/details/1395302814463

WAM/Portuguese