Relatório WAM: Visita do `Primeiro-ministro japonês Abe aos Emirados Árabes Unidos reflete relações profundas de 48 anos

  • web size a1 en copy
  • eok4subwkailfw7

ABU DHABI, 13 de janeiro de 2020 (WAM) -- A visita de Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão, aos Emirados Árabes Unidos é um novo marco na parceria estratégica de 48 anos entre os Emirados Árabes Unidos e o Japão.

O Japão é um dos primeiros países a estabelecer laços diplomáticos com os Emirados Árabes Unidos em 1971. A Embaixada dos Emirados Árabes Unidos em Tóquio foi inaugurada em dezembro de 1973 e a Embaixada do Japão foi inaugurada em Abu Dhabi em abril de 1974.

Os laços bilaterais entre os dois países desenvolveram-se significativamente, auxiliados pelo apoio das suas lideranças e pelo seu interesse mútuo em reforçar os seus laços.

As suas relações bilaterais testemunharam visitas oficiais mútuas dos seus líderes. O falecido Xeque Zayed bin Sultan Al Nahyan visitou o Japão em maio de 1990, quando se reuniu com os altos funcionários japoneses, e mais notavelmente com o Imperador Akihito.

Em 2007, Sua Alteza Xeque Mohamed bin Zayed Al Nahyan, Príncipe herdeiro de Abu Dhabi e Comandante Supremo Adjunto das Forças Armadas dos Emirados Árabes Unidos, fez uma histórica visita de três dias ao Japão, quando se reuniu com o Imperador e Primeiro-Ministro Shinzō Abe, que fez uma visita semelhante aos Emirados Árabes Unidos no mesmo ano.

Em 2014, Sua Alteza Xeque Mohamed bin Zayed encontrou-se com o Imperador Akihito em Tóquio e discutiu, com Abe, a cooperação e amizade entre os dois países e outros temas de interesse mútuo.

Em 2018, Sua Alteza Sheikh Mohamed recebeu Abe para discutir a cooperação estratégica entre os dois países e formas de reforçar os laços entre os dois lados.

Numa declaração conjunta no final da visita, ambas as partes sublinharam o seu empenho em trabalhar em conjunto para alcançar a prosperidade e a estabilidade, bem como em elaborar uma estratégia e visão de cooperação conjunta, no âmbito da Iniciativa de Parceria Estratégica Global, CSPI.

Em 2016, o número de cidadãos japoneses que vivem nos Emirados Árabes Unidos totalizou 4.000, enquanto centenas de cidadãos Emirados estão no Japão para fins educacionais e de investimento.

Os laços económicos entre os dois países estão a testemunhar um desenvolvimento contínuo, e o Japão é o principal parceiro comercial dos EAU no mundo. Os investimentos japoneses e as tecnologias avançadas têm desempenhado um papel fundamental no apoio ao desenvolvimento dos EAU, especialmente em tecnologias avançadas, energias renováveis, aviação e cuidados de saúde.

Os Emirados Árabes Unidos são o fornecedor de petróleo No. 2 do Japão, fornecendo, até setembro de 2019, cerca de 29,9 por cento do total de importações de petróleo do Japão. Em 2018, o Japão adquiriu uma concessão de petróleo de 40 anos em Abu Dhabi.

O turismo entre os dois países desempenhou um papel fundamental no reforço da sua amizade e cooperação. O número de turistas japoneses que visitam os Emirados Árabes Unidos totalizou 91.000, enquanto o número de cidadãos Emirados que visitam o Japão para o turismo aumentou significativamente, especialmente depois que o Japão isentou-os de ter de obter vistos de pré-entrada em 1 de julho de 2017.

As companhias aéreas nacionais operam voos diários para vários destinos no Japão, nomeadamente para o Aeroporto de Haneda, o Aeroporto Internacional de Kansai e o Aeroporto Internacional de Narita.

Os dois países estabeleceram relações culturais e científicas distintas que datam de antes do estabelecimento do Sistema Federal dos EAU. O Emirado de Abu Dhabi participou, através de um pavilhão especial, na Expo '70, Osaka, e depois de cinqüenta anos, os Emirados Árabes Unidos vão sediar a Expo 2020 Dubai, que vai testemunhar uma significativa presença japonesa.

A educação é um dos principais componentes dos laços bilaterais entre os dois países. Em 1978, a primeira escola japonesa foi inaugurada nos Emirados Árabes Unidos, e em 2009, começou a ensinar a língua árabe, educação islâmica e estudos sociais aos estudantes Emirati, juntamente com seu currículo japonês.

Mais de 100 estudantes Emirati também estão estudando em universidades japonesas para bacharelados, mestrados e doutorados, especialmente em engenharia e tecnologia da informação.

Os dois países estão cooperando estreitamente em ciências espaciais. Em outubro de 2018, o satélite Emirati, "KhalifaSat", foi lançado para o espaço a partir do Centro Espacial Tanegashima, no Japão, a bordo de um foguete H-IIA.

Em setembro, o Centro Espacial Mohammed bin Rashid, em cooperação com a Agência de Exploração Aeroespacial do Japão, JAXA, organizou eventos educacionais que explicaram o uso da câmera robô "Int-Ball". O astronauta Emirati Hazza Al Mansoori explicou, em detalhes, como operar a câmera robô em uma transmissão ao vivo da Estação Espacial Internacional, ISS.

Trad. por Nadia Allim.

http://wam.ae/en/details/1395302815889

WAM/Portuguese