Ter mais conhecimento sobre as moedas antigas incentivará as pessoas a gostar outras culturas e religiões

  • 01
Vídeo Imagem

Elaborado por: Binsal Abdulkader ABU DHABI, 6 de fevereiro de 2020 (WAM) - Uma exposição de moedas está sendo realizado na Grande Mesquita xeque Zayed, em Abu Dhabi, para informar os visitantes como as religiões e culturas coexistiram no passado.

As moedas datam de séculos atrás na exposição em curso intitulada "Moedas do Islão": História Revelada" oferece "conhecimento" sobre a harmonia que promove a mensagem de tolerância, disseram as autoridades à Agência de Notícias dos Emirados, WAM.

"O conhecimento aproxima as pessoas. Quando você conhece pessoas [de outras religiões e culturas], você começa a amá-las", disse o Dr. Alain Baron, o fundador da Numismatica Genevensis e curador da exposição.

A exposição temporária de três meses com uma seção especial sobre tolerância no Grande Mesquita xeque Zayed, SZGMC, terminará em 28 de abril.

A maioria dos residentes dos EAU de cerca de 200 nacionalidades pode encontrar suas próprias raízes na exposição, já que mais de 300 moedas em exposição podem de alguma forma estar relacionadas à sua cultura, tradição ou história, explicou o Dr. Barão.

''Sendo assim, a exposição funciona como uma ponte entre culturas", disse o curador.

Uma das coleções mais significativas do mundo de moedas árabes e islâmicas já montadas, a exposição também fornece informações sobre o papel das mulheres na história, disse Ameena Al Hammadi, chefe interina da seção cultural e de orientação da SZGMC.

"Há uma seção dedicada que celebra presença significativa de mulheres na história. Quando mencionamos essa história, não podemos esquecer o papel da Sheikha Fatima bint Mubarak, presidente da União Geral das Mulheres, GWU, presidente do Conselho Supremo de Maternidade e Infância, e Presidente Suprema da Fundação para o Desenvolvimento Familiar, FDF, e seu apoio ao empoderamento das mulheres nos Emirados Árabes Unidos ", explicou ela.

O Dr. Baron, o curador, acrescentou a esse respeito, dizendo: "As mulheres sempre tiveram um papel importante na história grega e romana, bem como na história islâmica. Em todas as civilizações, as mulheres eram muito importantes, mas eram mantidas em silêncio. Esta exposição destaca o papel de mulheres na civilização antiga e civilização islâmica em particular ".

Realizada sob o patrocínio da Sheikha Fatima bint Mubarak, a exposição foi inaugurada por Xeque Mansour bin Zayed Al Nahyan, vice-primeiro-ministro e ministro de Assuntos Presidenciais, em 28 de janeiro.

Desde a abertura, a exposição recebeu um grande número de visitantes de diferentes origens culturais, disse Ameena Al Hammadi.

A exposição é organizado para refletir a mensagem de convivência cultural simbolizada pela Grande Mesquita xeque Zayed e o legado do fundador do país, o xeque Zayed bin Sultan Al Nahyan, disse ela.

Ela explicou que a exposição acompanha o desenvolvimento histórico das moedas ao longo da história, documentando a história das moedas e o contexto histórico associado à sua produção, além de apoiar fatos históricos que aumentam seu valor cultural.

A exposição realizada na Grande Mesquita xeque Zayed presta homenagem à sua posição distinta como um centro global de cultura e intelectual e como um destino líder que recebe mais de 6 milhões de visitantes anualmente.

A Mesquita, uma obra-prima única que encarna a estética da arte e arquitetura islâmicas, foi selecionada por anos consecutivos como um dos principais destinos do mundo.

Traduzido por: Mohamed Eid Khedr.

http://wam.ae/en/details/1395302821918

WAM/Portuguese