ERC condena profundamente, lamenta a perda de dois dos seus trabalhadores humanitários em Aden, no Iémen


ABU DHABI, 20 de março de 2020 (WAM) -- "Visar trabalhadores humanitários é um desafio aos tratados e pactos internacionais", afirmou o Crescente Vermelho Emirado, ERC, em uma declaração após a perda de dois de seus trabalhadores humanitários em Aden, no Iêmen.

Os dois trabalhadores humanitários foram raptados por homens armados desconhecidos em Aden e mais tarde encontrados assassinados depois de serem amarrados.

O ERC expressa o seu profundo pesar e condenação pela perda de Ahmed Fouad Al Yousefi, Coordenador das Operações do ERC em Aden, e do seu companheiro Mohamed Tareq, enquanto desempenhavam um dever sagrado numa das zonas humanitárias mais vulneráveis e complexas do mundo", acrescentou o ERC.

Tais actos hostis impedem as operações de socorro e a prestação de assistência humanitária às pessoas atingidas no Iémen e agravam as suas condições e sofrimento humanitário, observou o ERC.

"Vamos continuar nossas operações de socorro e nossos projetos de desenvolvimento no Iêmen, independentemente dos desafios e riscos que possamos enfrentar", reiterou a CEI.

Trad. por Nadia Allim.

http://wam.ae/en/details/1395302831997

WAM/Portuguese