Operações, produção não afetada pelo COVID-19: Dana Gas


SHARJAH, 22 de março de 2020 (WAM) -- A Dana Gas afirmou que suas instalações, operações e produção não foram afetadas pelo coronavírus, COVID-19.

Em comunicado no domingo, a companhia disse que suas instalações e operações de exploração e produção na região do Curdistão, Iraque e Egito, continuam plenamente operacionais e que a produção não foi afetada pela pandemia.

O gás natural representa 75% da produção da empresa, que é vendida sob contratos de venda de gás a longo prazo, com preços fixos para os governos anfitriões.

"Esses contratos representam aproximadamente 50% da nossa renda anual e permanecem estáveis uma vez que não são afetados pela flutuação dos preços do petróleo", acrescentou.

O balanço continua forte, com um saldo de caixa de US$ 425 milhões no final de 2019, observou Dana Gas, acrescentando que "não tem nenhuma exigência de fornecer fundos de cobertura para seus planos de crescimento na região do Curdistão no Iraque". A produção atual está em 400 MMscf/d".

Na sua última reunião, o Conselho de Administração da Dana Gas concordou em recomendar aos acionistas um dividendo em dinheiro de AED 5,5 preenchimentos por ação para o exercício financeiro encerrado em 31 de dezembro de 2019. Isto será colocado aos accionistas na Assembleia Geral Anual a 14 de Abril de 2020.

Patrick Allman-Ward, CEO da Dana Gas disse: "A Dana Gas apresentou um forte desempenho financeiro e operacional em 2019. Este forte desempenho tem sido mantido até 2020. A saúde e o bem-estar do nosso pessoal é a nossa primeira prioridade e continuamos a tomar medidas em relação à pandemia do COVID-19 para garantir o seu bem-estar, ao mesmo tempo permitindo que as nossas operações continuem sem interrupções".

"A tendência atual de inflação do preço do petróleo está causando impacto em todo o setor industrial, mas a Dana Gas está naturalmente protegida contra os preços baixos do petróleo, devido ao nosso mix de produtos e aos acordos de venda de gás a longo prazo a preços estáveis", explicou ele, acrescentando: "Também temos a sorte de operar em ambientes de baixo custo e temos mantido uma abordagem disciplinada de controle de custos desde a última queda de preços em 2014".

Allman-Ward continuou, "Estamos actualmente a rever as despesas e os gastos discricionários e tomaremos as medidas apropriadas se o preço do petróleo permanecer baixo". A recomendação do Conselho de Administração de um dividendo em dinheiro é um reflexo de quão forte é a nossa situação financeira e operacional e das perspectivas a longo prazo da empresa".

Traduzido por: Mohamed Eid Khedr.

http://wam.ae/en/details/1395302832202

WAM/Portuguese