Terça-feira 28 Setembro 2021 - 5:56:53 pm

O comércio não petrolífero dos Emirados Árabes Unidos aumenta para AED 1.403 trilhões em 2020


ABU DHABI, 14 de setembro de 2021 (WAM) -- O valor do comércio exterior não petrolífero dos EAU subiu para AED1,403 trilhões em 2020, refletindo o forte impulso comercial das trocas comerciais do país, apesar das conseqüências da pandemia.

De acordo com os dados divulgados pelo Centro Federal de Competitividade e Estatística (FCSA), os EAU ocupam uma posição cobiçada global e regionalmente no comércio de mercadorias, com suas exportações não-petrolíferas crescendo 10,1% em 2020 para AED254,6 bilhões em comparação a 2019.

As importações alcançaram AED785,1 bilhões, representando 56% do comércio total de mercadorias, com as reexportações compreendendo 26%, ou AED363,4 bilhões, do volume total de comércio no ano de referência.

A China manteve sua primeira posição como principal parceiro comercial dos EAU, com o valor comercial bilateral atingindo AED174 bilhões, seguida pela Arábia Saudita com AED104 bilhões, com a Índia em terceiro lugar com AED102,5 bilhões. Os EUA foram o quarto maior parceiro comercial no AED80,2 bilhões e depois o Iraque no AED53 bilhões. Os cinco países representam 36,6% do comércio externo não petrolífero dos EAU, em comparação com 44,1% em 2019, o que corrobora a melhoria do status de competitividade dos EAU em termos de diversificação em múltiplos mercados.

A Suíça liderou os mercados de exportação dos EAU com AED29,2 bilhões, recebendo 11,5% das exportações não petrolíferas dos EAU, seguida pela Arábia Saudita, AED25,6 bilhões, Índia, AED19,7 bilhões, depois Turquia, AED18,4 bilhões e Itália, AED18,2 bilhões.

A China é o principal parceiro de importação dos Emirados Árabes Unidos, com um valor total de AED144,4 de commodities não petrolíferas, seguida pelos EUA, AED60,5 bn, Índia, AED60,5 bn, Japão, AED34,7 bn e Alemanha, AED26,7 bn. Os cinco países respondem por 41,6% das importações dos Emirados Árabes Unidos.

Em termos de reexportações, a Arábia Saudita vem primeiro com um valor total de AED54,6 bilhões, seguido pelo Iraque, AED40,6 bilhões, Omã, AED23,3 bilhões, Índia, AED22,3 bilhões, e depois a China, AED19,6 bilhões.

Trad. por Nadia Allim.

http://wam.ae/en/details/1395302970144

WAM/Portuguese