Quarta-feira 25 Maio 2022 - 7:34:46 am

As alegações dos houthis sobre a coalizão ter atacado um centro de detenção em Saada são incorretas: Al-Maliki


RIYADH, 22 de janeiro de 2022 (WAM) - O Comando Conjunto das Forças da Coalizão negou no sábado as alegações da milícia terrorista Houthi a respeito do ataque da coalizão a um centro de detenção em Saada Governorate, no Iêmen.

Em uma declaração realizada pela Agência de Imprensa Saudita (SPA), o porta-voz da coalizão, General Turki Al-Malki, disse que as Forças Conjuntas acompanharam o que foi noticiado na mídia depois que a milícia terrorista Houthi anunciou que a coalizão atingiu um centro de detenção no Governado de Saada na madrugada de sexta-feira, 21 de janeiro de 2022, e alegou que havia vítimas entre os detentos no interior.

As alegações foram confirmadas como incorretas após uma revisão abrangente dos procedimentos pós-ação (RAA) ter sido conduzida de acordo com o mecanismo interno do Comando das Forças Conjuntas da Coalizão, disse Al-Malki, observando ao mesmo tempo que as Forças Conjuntas levam tais relatórios a sério.

O porta-voz indicou que as reportagens da mídia que foram comercializadas pela milícia terrorista Houthi refletem sua habitual abordagem enganosa, já que o suposto alvo não foi incluído na lista de não-atacação (NSL) de acordo com o mecanismo aprovado com o Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários no Iêmen (OCHA).

Al-Maliki também acrescentou que o suposto alvo não foi relatado pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), e não se aplica às normas estabelecidas nas disposições do direito humanitário internacional.

Os fatos e os detalhes da desinformação da mídia Houthi sobre o suposto alvo e a localização serão revelados e informados ao OCHA e ao CICV, confirmou o Brigadeiro-General Al-Malki.

Trad. por Nadia Allim.

wam.ae/en/details/1395303013768

WAM/Portuguese