Terça-feira 04 Outubro 2022 - 4:35:23 am

Passar a marca de um milhão de casos de COVID-19 reafirma o futuro preparo dos Emirados para emergências, dizem autoridades


ABU DHABI, 11 de agosto de 2022 (WAM) -- O Xeique Sultan Bin Tahnoon Al Nahyan, presidente do Conselho de Administração do Escritório dos Heróis da Linha de Frente, disse que o compromisso público permitiu que a liderança dos Emirados cumprisse a estratégia de gestão da pandemia seguindo protocolos de testes, praticando distanciamento social e uso de máscara, colocando em quarentena quando necessário e se comprometendo a obter vacinas e reforços.

"Ultrapassar a marca de um milhão de casos positivos de COVID-19 reafirma a futura rede de preparação para emergências dos Emirados Árabes Unidos e a contínua prosperidade social e econômica", disse Sultan Bin Tahnoon Al Nahyan. O presidente do conselho acrescentou que a população respondeu agindo em conjunto. "Como resultado, os Emirados Árabes Unidos foram consistentemente classificados como tendo uma das mais baixas taxas de infecção e mortalidade de qualquer país do mundo", destacou.

O Xeique Sultan lembrou que nesta semana, se espera que a marca de 180 milhões de testes de PCR seja ultrapassada no país. E que o número de vacinas administradas se aproxima de 25 milhões. "A nossa liderança definiu um caminho claro para proteger a população durante a pandemia e avançou de forma rápida e eficiente para implementar infraestruturas maciças e implementar profissionais de linha de frente essenciais e bem treinados", afirmou.

A reação à crise mundial de saúde teve repercussão na economia, segundo Sultan. "Fomos capazes de alcançar uma resiliência econômica tão incrível ao longo da pandemia, com relatórios recentes mostrando que a economia dos Emirados Árabes Unidos está pronta para postar sua maior expansão anual desde 2011, depois de crescer 8,2% nos primeiros três meses de 2022", pontuou.

O presidente do Conselho de Administração do Escritório dos Heróis da Linha de Frente classificou a criação do organização como um dos legados da liderança do país para ajudar a garantir que os Emirados Árabes Unidos estejam sempre protegidos por um sistema de saúde de ponta, bem como uma rede robusta, resiliente e sempre preparada de profissionais da linha de frente no caso de qualquer situação de emergência futura. "Enquanto a marca de 1 milhão de casos COVID-19 em si não é nada a temer ou comemorar, há muito por trás dela que fala muito sobre os Emirados", salientou. Concluiu dizendo que "a forma como aplicamos as experiências críticas e os aprendizados desta jornada compartilhada em que todos nós participamos para alcançar estes marcos afetará muito nossa capacidade como nação de garantir que estamos bem preparados para qualquer desafio futuro".

trad. nadia allim.

https://wam.ae/en/details/1395303073887

WAM/Portuguese