Sexta-feira 23 Abril 2021 - 3:10:16 am

Câmara do Dubai regista um aumento acentuado das exportações das empresas Membros para a África Central e Ocidental em Janeiro


DUBAI, 1 de Março, 2021 (WAM) -- A Câmara de Comércio e Indústria do Dubai revelou que as exportações das empresas dos membros para a África Central e Ocidental registaram um aumento de 85% e 57%, respectivamente, em Janeiro de 2021, em comparação com o mesmo mês do ano anterior.

O volume total das exportações das empresas membros visando o continente africano atingiu AED2,9 mil milhões durante o mesmo mês, marcando um aumento de 4,2%, numa base anual, apesar dos ventos contrários económicos.

Segundo as informações obtidas na base de dados dos Certificados de Origem (COO) da Câmara, a participação africana no valor total declarado das exportações mundiais dos membros da Câmara do Dubai foi de 18 por cento em Janeiro de 2021, depois de era 16 por cento no mesmo mês do ano anterior.

A procura crescente de África pelos produtos dos EAU e a infra-estrutura logística de classe mundial do Dubai foram factores que impulsionaram o crescimento das exportações ao longo dos últimos 12 meses.

Os números do COO revelaram que o Egipto foi o país mais representativo no Norte de África para os membros da Câmara de Comércio do Dubai, representando 78 por cento das exportações dirigidas a esta sub-região em particular.

O Sudão situa-se em segundo lugar, com uma participação de 11%, e a Argélia está em terceiro lugar, com 6%. A Líbia e Marrocos representaram cada um 2% da quota, enquanto a Tunísia ficou em sexto lugar, com uma quota de 1%. Em termos de crescimento anual, o Egipto e o Sudão ocupavam uma posição de liderança entre os países do Norte de África com 18% e 21% de crescimento anual, respectivamente.

A África do Sul corresponde à parte maior das exportações dos membros da Câmara do Dubai para a África Austral, com três quartos dos envios para esta sub-região a destinarem-se ao país. O Botswana é responsável por mais 20% das exportações, com o baixo valor de base do país em Janeiro de 2020, o que lhe permite realizar um aumento de quase três vezes em relação ao ano anterior.

Os dados revelaram também que as economias mais pequenas nas cinco sub-regiões de África estão a aumentar as suas importações, uma tendência apoiada por políticas e estratégias recentes adoptadas por muitos africanos para acelerar o desenvolvimento económico, o que cria muitas novas oportunidades de exportação para as empresas comerciais sediadas no Dubai.

Traduzido por: Mohamed Eid Khedr.

http://wam.ae/en/details/1395302914495

WAM/Portuguese