Segunda-feira 10 Maio 2021 - 12:41:41 pm

Os EAU estão entre os 10 melhores países em 28 índices de competitividade relacionados a finanças, impostos


ABU DHABI, 2 de maio de 2021 (WAM) -- Cinco grandes organizações globais especializadas em avaliar a competitividade classificaram os EAU entre os dez primeiros países do mundo em 28 índices de competitividade relacionados a finanças e impostos.

Isto foi ressaltado por um relatório do Centro Federal de Competitividade e Estatística (FCSC), que documentou as classificações do Anuário de Competitividade Mundial IMD, o Índice de Prosperidade do Legatum, o Relatório de Competitividade de Viagens e Turismo do Fórum Econômico Mundial, o Índice de Competitividade de Talentos Global (GTCI) e o Índice de Competitividade Global 4.0.

De acordo com o relatório, os EAU ficaram em primeiro lugar no Índice de Impostos Pessoais Reais, no Índice de Imposto de Renda Pessoal Coletado, no Índice de Evasão Fiscal Baixa, no Índice de Receitas de Impostos Indiretos Coletados, no Índice de Falta de Desperdício no Índice de Despesas Governamentais e no Índice de Melhor Tempo para Apresentar Declaração de Impostos.

Os Emirados Árabes Unidos também ficaram em segundo lugar da classificação mundial nas áreas de arrecadação de impostos corporativos, aumento real das despesas governamentais e arrecadação de impostos de capital e imobiliários, enquanto ficou em terceiro lugar nas áreas de transferências intergovernamentais, dívida do governo central local e taxa de impostos de baixo consumo.

Em janeiro de 2018, os EAU adotaram o imposto sobre o valor adicionado (IVA), que é um imposto indireto de 5% sobre a maioria dos produtos e serviços fornecidos em todas as fases da cadeia de fornecimento.

No quarto trimestre de 2017, o país também adotou um imposto de consumo para desencorajar o consumo de produtos que afetam adversamente a saúde, incluindo tabaco, bebidas energéticas e refrigerantes.

Além disso, os EAU se juntaram aos dez principais países em competitividade empresarial em finanças e impostos, graças à sua política de não aplicar nenhum imposto de renda e concentrar-se apenas em impostos indiretos, como o IVA e o imposto de consumo.

Enquanto muitos países estão planejando aumentar os impostos sobre lucros pessoais e corporativos, os EAU ocupam o primeiro lugar mundial em termos de falta de impostos pessoais reais e baixas taxas de evasão de impostos, o que aumentou sua atratividade para investimentos estrangeiros diretos.

Em seu relatório de 2020, o Fórum Econômico Mundial (WEF) classificou os Emirados Árabes Unidos em terceiro lugar mundial devido a suas baixas taxas de impostos sobre o consumo, e em quinto lugar mundial em termos do baixo impacto dos impostos sobre os incentivos ao emprego. Além disso, o país foi classificado em oitavo lugar na classificação mundial devido ao impacto dos impostos sobre investimentos, e em sétimo lugar na disponibilidade de capital para investimentos, de acordo com o Índice de Prosperidade do Legatum.

Trad. por Nadia Allim.

http://wam.ae/en/details/1395302931770

WAM/Portuguese