Segunda-feira 14 Junho 2021 - 12:37:59 am

EAU suspendem a entrada de passageiros da Zâmbia, República Democrática do Congo e Uganda


ABU DHABI, 10 de junho de 2021 (WAM) -- A Autoridade Geral de Aviação Civil (GCAA) e a Autoridade Nacional de Emergência, Crise e Gestão de Desastres (NCEMA) anunciaram que a entrada de Zâmbia, República Democrática do Congo e Uganda será suspensa para todos os passageiros que chegam de transportadoras nacionais e estrangeiras, bem como para aqueles que transportam passageiros em trânsito, a partir das 23:59 de sexta-feira, 11 de junho de 2021.

A decisão isenta os vôos em trânsito que chegam aos Emirados Árabes Unidos e se dirigem a esses países. Esta decisão é aplicável à entrada de viajantes que estiveram na Zâmbia, República Democrática do Congo e Uganda nos últimos 14 dias antes de vir para os Emirados Árabes Unidos.

Os vôos entre esses países e os EAU continuarão a operar, permitindo o transporte de passageiros dos EAU para esses países. Também permitirá a transferência de alguns grupos isentos dos três países acima mencionados para os EAU, com a aplicação rigorosa de medidas de precaução.

Esses grupos incluem cidadãos dos EAU e seus parentes de primeiro grau, e missões diplomáticas credenciadas entre os EAU e esses países, incluindo administradores trabalhando em embaixadas, delegações oficiais, vôos fretados por empresários desde que recebam aprovação prévia, detentores de vistos de residência dourados e prateados, portadores de empregos essenciais de acordo com a classificação da Autoridade Federal de Identidade e Cidadania (ICA), bem como tripulações de cargas estrangeiras e aeronaves em trânsito, desde que obtenham uma PCR Covid-19 negativa tomada dentro de 48 horas da partida e outra na chegada. Eles também terão que ficar em quarentena até a partida.

Os grupos isentos são obrigados a tomar medidas preventivas que incluem uma quarentena de 10 dias e um teste PCR no aeroporto, assim como no quarto e oitavo dia após a entrada no país.

Além disso, a validade do período de teste PCR foi reduzida de 72 horas para 48 horas antes da viagem de laboratórios credenciados que emitem resultados de testes com um código QR.

A autoridade também confirmou que é necessário que aqueles que vêm da Zâmbia, República Democrática do Congo e Uganda através de outros países permaneçam nesses países por pelo menos 14 dias antes de serem autorizados a entrar nos Emirados Árabes Unidos. Os vôos de carga continuarão a operar entre os EAU e esses países.

A autoridade pediu a todos os viajantes afetados pela decisão de acompanhar com as companhias aéreas relevantes para mudar ou remarcar seus vôos e garantir seu retorno seguro aos seus destinos finais sem atrasos ou outras obrigações.

Trad. por Nadia Allim.

http://wam.ae/en/details/1395302942403

WAM/Portuguese