Sábado 31 Julho 2021 - 12:42:37 pm

MoFAIC rejeita as alegações da organização de direitos humanos, Human Rights Watch, sobre o cidadão Emirati Ahmed Mansoor


ABU DHABI, 22 de julho de 2021 (WAM) -- O Ministério das Relações Exteriores e Cooperação Internacional dos Emirados Árabes Unidos (MoFAIC) refutou as alegações da organização de direitos humanos, Human Rights Watch, a respeito do bem-estar do cidadão Emirati Ahmed Mansoor, ressaltando que tais alegações são categoricamente incorretas e foram provadas prévia e repetidamente como sendo falsas.

Em uma declaração na quinta-feira, Saeed Rashed Al Hebsi, Diretor do Departamento de Direitos Humanos do MoFAIC, observou que as alegações publicadas pela Human Rights Watch repetem alegações que se originaram de fontes não verificadas.

Comentando sobre o relatório, Al Hebsi declarou: "Os EAU mantêm um compromisso inabalável com os direitos humanos e o respeito aos direitos humanos, conforme estabelecido pelas legislações do país, e continuam a cooperar com as Nações Unidas e parceiros internacionais a esse respeito".

Com relação ao bem-estar de Mansoor, Al Hebsi enfatizou que, enquanto cumpre sua sentença, Mansoor recebe os cuidados médicos e exames necessários e está em boa saúde.

Al Hebsi também sublinhou que todas as medidas tomadas pelo judiciário dos EAU contra Mansoor, começando pela investigação e nivelamento das acusações contra ele e terminando com a decisão do tribunal, estavam dentro do quadro legal estipulado pela legislação nacional relevante.

Trad. por Nadia Allim.

wam.ae/en/details/1395302954481

WAM/Portuguese