Sábado 04 Dezembro 2021 - 11:33:05 am

Agência Espacial dos Emirados Árabes Unidos anuncia nova missão interplanetária Emirati

  • 20211005mh0n1_7000
  • 20211005mh0n1_6815
  • 20211005hkdsc_2370
  • ضمن مشاريع الخمسين .. الإمارات تعلن عن مهمة فضائية جديدة لاستكشاف كوكب الزهرة وحزام الكويكبات في المجموعة الشمسية
  •  بن راشد ومحمد بن زايد (9) (large).jpg
  • ضمن مشاريع الخمسين .. الإمارات تعلن عن مهمة فضائية جديدة لاستكشاف كوكب الزهرة وحزام الكويكبات في المجموعة الشمسية
  • ضمن مشاريع الخمسين .. الإمارات تعلن عن مهمة فضائية جديدة لاستكشاف كوكب الزهرة وحزام الكويكبات في المجموعة الشمسية
  • 20211005hkdsc_4813
Vídeo Imagem

ABU DHABI, 5 de outubro de 2021 (WAM) -- A Agência Espacial dos Emirados Árabes Unidos anunciou hoje o início de uma nova missão interplanetária Emirati, projetada para acelerar ainda mais a engenharia espacial, a pesquisa científica e as capacidades de exploração da jovem nação e impulsionar a inovação e a oportunidade no setor privado do país.

O anúncio foi anunciado durante uma cerimônia na qual participaram Sua Alteza Xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum, Vice Presidente, Primeiro Ministro e Governador de Dubai, e Sua Alteza Xeque Mohamed bin Zayed Al Nahyan, Príncipe Herdeiro de Abu Dhabi e Comandante Supremo Adjunto das Forças Armadas dos Emirados Árabes Unidos, que teve lugar no Palácio Qasr Al Watan em Abu Dhabi.

Nesta ocasião, Sua Alteza Xeque Mohammed bin Rashid disse: "Colocamos nossos olhos nas estrelas porque nossa jornada para o desenvolvimento e progresso não tem fronteiras, nem fronteiras nem limitações. Hoje estamos investindo nas gerações vindouras".

"Com cada novo avanço que fazemos no espaço, criamos oportunidades para os jovens aqui na Terra", acrescentou ele.

Construída com base no conhecimento e experiência adquiridos com a Missão EMM (Emirates Mars Mission), a nova missão envolverá a participação significativa das empresas do setor privado Emirati. Seu lançamento está previsto para 2028, com o objetivo principal de explorar o cinturão de asteróides entre Marte e Júpiter, a fonte da maioria dos meteoritos que impactam a Terra.

Sua Alteza Xeque Mohamed bin Zayed disse: "Esta nova missão testa e amplia as capacidades dos jovens Emirati para alcançar a ambição de Zayed de explorar o espaço". Estamos certos de que nossos talentosos engenheiros locais, instituições acadêmicas e de pesquisa, que até agora deram saltos quânticos no desenvolvimento de nosso setor espacial, estão bem equipados para enfrentar este novo desafio audacioso".

O evento também contou com a presença de S.A. Tenente-General Xeque Saif bin Zayed Al Nahyan, Vice-Primeiro Ministro e Ministro do Interior;S.A. Xeque Mansour bin Zayed Al Nahyan, Vice-Primeiro Ministro e Ministro de Assuntos Presidenciais, além de vários ministros e funcionários.

A espaçonave empreenderá uma viagem de 3,6 bilhões de quilômetros, com duração de cinco anos, que a fará executar manobras de assistência à gravidade orbitando primeiro Vênus, depois a Terra, a fim de construir a velocidade necessária para alcançar a cintura principal de asteróides, localizada além de Marte. Sua trajetória ao redor de Vênus a verá alcançar uma proximidade solar de 109 milhões de quilômetros, exigindo uma proteção térmica substancial e uma distância mais distante do sol de 448 milhões de quilômetros, exigindo altos níveis de isolamento e operação de espaçonaves com níveis mínimos de energia solar disponível.

Através de sua viagem, estudará sete asteróides principais da cintura. Será construído utilizando o patrimônio substancial e a propriedade intelectual (PI) adquirida durante o desenvolvimento da Missão Mars dos Emirados e sua Sonda de Esperança, atualmente orbitando Marte e coletando dados únicos sobre a composição atmosférica e as interações de Marte.

Sarah bint Yousif Al Amiri, Ministra de Estado das Ciências Avançadas e Presidente da Agência Espacial dos Emirados Árabes Unidos, disse: "Nosso objetivo é claro: acelerar o desenvolvimento de empresas baseadas em inovação e conhecimento nos Emirados Árabes Unidos. Isto não pode ser feito por meio de um estado estável, isto requer saltos na imaginação, na fé e na busca de objetivos que vão além de prudentes ou metódicos". Quando embarcamos na Missão Marte dos Emirados, assumimos uma tarefa de seis anos que era na ordem de cinco vezes mais complexa do que os satélites de observação da Terra que estávamos desenvolvendo. Esta missão é da ordem de cinco vezes mais complexa do que a EMM".

A missão fará sua primeira aproximação planetária próxima à órbita de Vênus em meados de 2028, seguida por uma órbita estreita da Terra em meados de 2929. Ela fará sua primeira passagem aérea de um objeto principal do cinturão de asteróides em 2030, passando a observar um total de sete asteróides do cinturão principal antes de sua aterrissagem final em um asteróide a 560 milhões de quilômetros da Terra em 2033. Isto fará dos Emirados a quarta nação a pousar uma espaçonave em um asteróide.

A missão traz desafios extensos que vão além do EMM em termos de projeto e engenharia de naves espaciais, navegação interplanetária e integração de sistemas complexos, exigindo novos níveis de desempenho de seus sistemas de comunicação, potência e propulsão, além de exigir um controle intensivo da missão. Os objetivos científicos precisos e a instrumentação a ser implantada na missão devem ser anunciados em meados de 2022.

A missão deve ser desenvolvida em parceria com o Laboratório de Física Atmosférica e Espacial (LASP) da Universidade do Colorado, em Boulder. O LASP foi o principal parceiro de transferência de conhecimento da EMM, trazendo mais de setenta anos de experiência em projeto e desenvolvimento de naves espaciais e instrumentação e ajudando a aconselhar, treinar e desenvolver a equipe de engenheiros Emirati, desenvolvedores de software e cientistas que trabalharam na EMM, muitos dos quais continuarão a trabalhar nesta nova missão.

Cinco iniciativas estão sendo lançadas em torno da nova missão pela Agência Espacial dos Emirados Árabes Unidos para acelerar o desenvolvimento do setor espacial dos Emirados: um programa totalmente financiado para estabelecer negócios no setor espacial dos Emirados; acesso prioritário a contratos e aquisições para a missão pelas empresas Emirati; um programa de treinamento vocacional para treinar jovens Emirati na montagem de componentes e engenharia de subsistemas espaciais; um programa para reunir universidades locais e internacionais e centros de pesquisa para trabalhar na missão, incluindo o LASP e a Universidade dos Emirados Árabes Unidos.

Trad. por Nadia Allim.

/wam.ae/en/details/1395302977188

WAM/Portuguese