Segunda-feira 25 Outubro 2021 - 1:29:17 pm

Abdullah bin Zayed encontra-se com Ministros das Relações Exteriores dos EUA, Israel; anuncia dois novos grupos de trabalho sobre coexistência religiosa, água, questões energéticas

  • 13 oct 2021 hh.abzayed met with secblinken and yairlapid in washington, dc-14 (medium)
  • عبدالله بن زايد يلتقي وزيري خارجية الولايات المتحدة و إسرائيل .. والإعلان عن مجموعتي عمل 
  • عبدالله بن زايد يلتقي وزيري خارجية الولايات المتحدة و إسرائيل .. والإعلان عن مجموعتي عمل 

WASHINGTON, 13 de outubro de 2021 (WAM) -- S. A. Xeque Abdullah bin Zayed Al Nahyan, Ministro das Relações Exteriores e Cooperação Internacional, disse que os EAU, os EUA e Israel concordaram em estabelecer dois novos grupos de trabalho; um com foco na coexistência religiosa e o outro nas questões de água e energia.

O alto diplomata dos EAU fez as declarações ao se reunir em Washington DC com o Secretário de Estado Antony J. Blinken e o Ministro das Relações Exteriores israelense Yair Lapid.

A reunião cobriu o progresso alcançado um ano após a assinatura do Acordo de Paz dos Acordos de Abraham pelos EAU e Israel, bem como as perspectivas de consolidação da cooperação bilateral em diversas áreas de interesse comum. Os três principais diplomatas também exploraram uma série de desenvolvimentos regionais e internacionais.

O Xeque Abdullah disse que a reunião a três reflete o compromisso dos EUA de construir pontes de cooperação entre duas nações que estão "empenhadas em alcançar o avanço e o desenvolvimento".

"Nossa presença aqui hoje reafirma nosso compromisso com a necessidade de mudar as condições prevalecentes na região na direção certa", observou Xeque Abdullah.

"Conseguimos estabelecer uma nação que respeita os valores e reconhece a tolerância e a coexistência", disse ele, enfatizando que o Acordo de Paz dos Acordos de Abraham é um catalisador para o estabelecimento da paz na região.

Ele acrescentou que logo visitaria Israel a convite do Ministro das Relações Exteriores de Israel. "Em breve visitarei Israel a fim de encontrar nossos amigos e parceiros. Precisamos não apenas celebrar esta relação bilateral, mas também esperar por perspectivas mais amplas de cooperação entre as duas nações". Ele acrescentou que não se poderia falar de paz no Oriente Médio se Israel e os palestinos não estivessem "em condições de falar".

"Portanto, estamos felizes de ver nas últimas semanas oficiais israelenses se encontrarem com seus homólogos palestinos". Temos que continuar incentivando-os a fazerem isso. Acreditamos que as relações EAU-Israelenses nos permitiram ser francos uns com os outros e nos ajudaram a encorajar os outros sempre que há algo que podemos fazer".

"Estamos impressionados com o crescente relacionamento com Israel". Sempre confiamos em nossos amigos nos Estados Unidos da América. Isto é uma coisa importante para nós. E precisamos ansiar por perspectivas mais amplas de cooperação entre os EAU e Israel em vários campos".

Sobre o Iêmen, o Xeque Abdullah disse que os Emirados Árabes Unidos estão sempre discutindo as condições no Iêmen. "Devemos lembrar que foi a falta de compromisso por parte de Houthis que nos atraiu para a situação no Iêmen. Estamos trabalhando duro e diligentemente com nossos amigos para pôr um fim à crise do Iêmen e para garantir que os iemenitas desfrutem de uma vida melhor".

Ele enfatizou que os EAU nunca aceitarão uma entidade do estilo Hizbolla nas fronteiras do reino fraternal da Arábia Saudita. "Os Houthis têm conseguido reforçar cada vez mais sua presença de maneira semelhante à do Hezbollah. Certamente queremos pôr um fim a esta disputa e trabalhar com a comunidade internacional em um plano para assegurar a reconstrução do Iêmen". Também não queremos ver no Iêmen uma situação semelhante à do Sul do Líbano", continuou ele.

Por sua vez, o Secretário de Estado norte-americano enfatizou o forte apoio de seu país ao Acordo de Paz dos Acordos de Abraham entre os EAU e Israel, observando a importância de trabalhar para proporcionar um futuro brilhante para os povos da região do Oriente Médio.

Ele enfatizou a importância de garantir a coexistência pacífica na região, observando que a diplomacia continuará sendo a opção preferida para acabar com todos os conflitos.

O alto diplomata dos EUA elogiou a iniciativa net-zero dos EAU em 2050, bem como os esforços de Israel para reduzir as emissões de carbono em 25% também até 2050.

Por sua vez, o Ministro das Relações Exteriores israelense disse que seu país está procurando fazer dos acordos de paz assinados recentemente uma fonte de inspiração para que outras nações sigam o exemplo, observando que a parceria israelense-UAE é baseada na coexistência, prosperidade econômica e combate ao terrorismo e ao extremismo.

"Há líderes no Oriente Médio que acreditam que podemos mudar o curso da história juntos para alcançar a paz", disse ele, observando que Israel está se esforçando para expandir o escopo dos acordos de paz na região.

O Xeque Abdullah realizou então uma reunião bilateral com o Secretário de Estado norte-americano, onde os dois principais diplomatas discutiram formas de fazer avançar a parceria estratégica de longa data e de expandir as perspectivas de cooperação conjunta entre os dois países amigos em diversos campos. Salientaram também a importância de trabalhar para encontrar soluções duradouras que alcancem a segurança e a estabilidade na região.

Ele afirmou a profundidade dos laços entre os EAU e os EUA e seu compromisso de alavancar sua parceria estratégica conjunta e desenvolver a cooperação bilateral em todos os campos, bem como trabalhar juntos para consolidar as bases de segurança, estabilidade e paz e realizar a prosperidade para os povos da região.

O alto diplomata dos EAU elogiou o resultado da reunião trilateral, ressaltando o significado do Acordo de Paz dos Acordos de Abraham para a abertura de um novo capítulo de cooperação entre os Estados da região e para a realização das aspirações dos povos para o desenvolvimento, estabilidade e prosperidade.

Trad. por Nadia Allim.

wam.ae/en/details/1395302980561

WAM/Portuguese