Quarta-feira 29 Junho 2022 - 9:56:00 am

Sistema de saúde dos EAU totalmente preparado para lidar com a varíola macaco : MoHAP


DUBAI, 22 de maio de 2022 (WAM) -- O Ministério da Saúde e Prevenção (MoHAP) enfatizou que o sistema de saúde dos EAU está totalmente preparado para lidar com a disseminação da varíola macaco, acrescentando que está investigando e monitorando proativamente quaisquer casos suspeitos.

A varíola macaco é uma doença zoonótica viral que ocorre principalmente em áreas de florestas tropicais da África Central e Ocidental e ocasionalmente é exportada para outras regiões. A doença é transmitida a humanos através do contato próximo com uma pessoa ou animal infectado, ou com material contaminado com o vírus.

O vírus é transmitido de uma pessoa para outra por contato próximo com lesões, fluidos corporais, gotículas respiratórias e materiais contaminados, tais como roupa de cama. Embora rara e geralmente leve, a varíola macaco ainda pode potencialmente causar doenças graves.

Antes do recente surto, a doença era limitada a um pequeno e médio grupo de pessoas, o que destaca o fato de ter uma baixa possibilidade de transmissão de humano para humano. Embora rara e geralmente leve, a varíola macaco ainda pode potencialmente causar doenças graves.

O período de incubação da varíola macaco é geralmente de 7 a 14 dias, mas pode se estender até 21 dias. A infecção de uma certa pessoa começa com uma erupção cutânea, que geralmente aparece 3 dias após sofrer de febre. A varíola de macaco geralmente se apresenta clinicamente com febre, erupção cutânea e linfonodos inchados e pode levar a uma série de complicações médicas.

O ministério enfatizou que está atualmente estudando e avaliando a gravidade da doença localmente, e, portanto, emitiu uma circular para todos os quadros médicos que trabalham no país, solicitando-lhes que relatassem qualquer caso suspeito às autoridades sanitárias competentes.

"Colocamos em prática mecanismos precisos para o diagnóstico de pacientes suspeitos". A equipe técnica consultiva para o controle da pandemia também preparou um guia abrangente para vigilância, detecção precoce da doença, gerenciamento de pacientes clinicamente infectados e medidas preventivas", disse o ministro.

O MoHAP reiterou que está monitorando de perto a propagação da varíola macaco no mundo inteiro e está intensificando a vigilância epidemiológica local em cooperação com outras entidades de saúde para detectar quaisquer casos possíveis e prevenir a propagação local do vírus.

Isto vem em resposta a vários relatórios amplamente divulgados sobre o surto de varíola macaco em vários países ao redor do mundo.

O ministério apelou ao público para não promover ou ser induzido em erro por boatos e para que não se deixe enganar por fontes oficiais, instando a todos a acompanharem os últimos desenvolvimentos e diretrizes emitidas pelas autoridades sanitárias competentes.

Trad. p/Nadia Allim.

wam.ae/en/details/1395303049662

WAM/Portuguese