Quarta-feira 01 Fevereiro 2023 - 12:24:25 am

Grupo Abu Dhabi Ports assina acordos com organizações angolanas para melhorar conectividade marítima

  • "موانئ أبوظبي" تبرم اتفاقيات إطارية رئيسية تشمل خدمات بحرية وموانئ مع مؤسسات أنغولية
  • "موانئ أبوظبي" تبرم اتفاقيات إطارية رئيسية تشمل خدمات بحرية وموانئ مع مؤسسات أنغولية

ABU DHABI, 19 de janeiro de 2023 (WAM) -- O Grupo Abu Dhabi Ports (AD Ports) assinou acordos estratégicos com organizações angolanas para melhorar a conectividade marítima ao longo da costa oeste da África. Na presença de Shakhboot bin Nahyan bin Mubarak Al Nahyan, ministro de Estado, o grupo celebrou um acordo com o Ministério dos Transportes da República de Angola para iniciar a colaboração no desenvolvimento da indústria de serviços marítimos e infraestrutura em todo o país. O acordo veio em meio à Semana de Sustentabilidade de Abu Dhabi 2023

O Grupo Abu Dhabi Ports também celebrou um acordo para formar uma joint venture com a empresa estatal de logística e transporte UNICARGAS, que administra o terminal polivalente do Porto de Luanda, o porto mais movimentado de Angola. O local movimenta mais de 70% das importações internacionais do país e 80% de suas exportações não petrolíferas. A nova joint venture, com participação majoritária do Grupo Abu Dhabi Ports, atuará na modernização, gestão, operação do terminal e do negócio logístico da UNICARGAS.

As áreas destacadas no acordo com o ministério para potencial futuro investimento e desenvolvimento conjunto incluem serviços de ferry e cabotagem, terminais marítimos de passageiros e plataformas logísticas, bem como uma Academia Marítima em Angola. O acordo também abrange planos para considerar o desenvolvimento do Caio Deepwater Terminal no Porto de Cabinda, localizado na região noroeste, rica em petróleo de Angola.

Os novos acordos em Angola têm potencial para impulsionar significativamente a indústria marítima do país. Com o setor de petróleo e gás de Angola contribuindo com aproximadamente 50% do PIB da república e 90% das exportações, o setor de energia em particular provavelmente se beneficiará consideravelmente com a melhoria da conectividade.

Mohamed Juma Al Shamisi, diretor-administrativo e CEO do Grupo AD Ports Group, destacou que a colaboração com a República de Angola demonstra o compromisso do grupo de apoiar o relacionamento forte e em evolução dos Emirados Árabes Unidos com Angola. “Estamos focados em construir rotas comerciais marítimas rápidas e eficientes e temos o prazer de trazer nossa base de conhecimento robusta para Angola e os portos localizados na costa oeste da África. Estes acordos refletem a confiança que o Ministério dos Transportes e a equipa da UNICARGAS depositam em nós e na nossa capacidade de contribuir para os planos de crescimento económico de Angola”, disse.

Ricardo Viegas D´Abreu, ministro dos Transportes da República de Angola, comentou que o desenvolvimento das infraestruturas portuárias da República de Angola é uma prioridade fundamental do Plano de Desenvolvimento Nacional 2023-2027. "A modernização das nossas infraestruturas portuárias é um passo vital para Angola maximizar o potencial dos nossos recursos naturais e promover o crescimento econômico em benefício do nosso povo. Estamos muito satisfeitos em celebrar o acordo-quadro com o AD Ports Group e nos beneficiar de seu conhecimento e experiência estabelecidos como um player marítimo global”, ressaltou.

Mohamed Eidha Tannaf Al Menhali, CEO Regional – África, AD Ports Group, por sua vez, falou que "trabalhando com a UNICARGAS, vemos oportunidades significativas para aumentar a eficiência e aumentar a capacidade, implantando as mais recentes inovações para aprimorar os níveis de serviço e os tempos de resposta”.

Joaquim Nazaré Pimentel da Piedade, coordenador da Comissão de Gestão da UNICARGAS, declarou que o objetivo é desenvolver um terminal multiuso de última geração para melhorar a posição do Porto de Luanda como o porto mais movimentado de Angola. "Estamos muito satisfeitos em trabalhar com o AD Ports Group, que possui o conhecimento técnico e operacional para levar os serviços do terminal para o próximo nível”, destacou.

Angola é considerada a sexta maior economia da África Subsariana, com um PIB de US$ 74 bilhões de dólares. Bem posicionada para beneficiar do aumento do comércio marítimo, a República de Angola oferece 1.600 km de costa do Oceano Atlântico, com cinco portos operacionais principais, localizados em Luanda, Cabinda, Lobito, Soyo e Namibe.

https://wam.ae/en/details/1395303120818

P.