Grupo Abu Dhabi Ports assina acordos com organizações angolanas para melhorar conectividade marítima

Grupo Abu Dhabi Ports assina acordos com organizações angolanas para melhorar conectividade marítima

ABU DHABI, 19 de janeiro de 2023 (WAM) -- O Grupo Abu Dhabi Ports (AD Ports) assinou acordos estratégicos com organizações angolanas para melhorar a conectividade marítima ao longo da costa oeste da África. Na presença de Shakhboot bin Nahyan bin Mubarak Al Nahyan, ministro de Estado, o grupo celebrou um acordo com o Ministério dos Transportes da República de Angola para iniciar a colaboração no desenvolvimento da indústria de serviços marítimos e infraestrutura em todo o país. O acordo veio em meio à Semana de Sustentabilidade de Abu Dhabi 2023

O Grupo Abu Dhabi Ports também celebrou um acordo para formar uma joint venture com a empresa estatal de logística e transporte UNICARGAS, que administra o terminal polivalente do Porto de Luanda, o porto mais movimentado de Angola. O local movimenta mais de 70% das importações internacionais do país e 80% de suas exportações não petrolíferas. A nova joint venture, com participação majoritária do Grupo Abu Dhabi Ports, atuará na modernização, gestão, operação do terminal e do negócio logístico da UNICARGAS.

As áreas destacadas no acordo com o ministério para potencial futuro investimento e desenvolvimento conjunto incluem serviços de ferry e cabotagem, terminais marítimos de passageiros e plataformas logísticas, bem como uma Academia Marítima em Angola. O acordo também abrange planos para considerar o desenvolvimento do Caio Deepwater Terminal no Porto de Cabinda, localizado na região noroeste, rica em petróleo de Angola.

Os novos acordos em Angola têm potencial para impulsionar significativamente a indústria marítima do país. Com o setor de petróleo e gás de Angola contribuindo com aproximadamente 50% do PIB da república e 90% das exportações, o setor de energia em particular provavelmente se beneficiará consideravelmente com a melhoria da conectividade.

Mohamed Juma Al Shamisi, diretor-administrativo e CEO do Grupo AD Ports Group, destacou que a colaboração com a República de Angola demonstra o compromisso do grupo de apoiar o relacionamento forte e em evolução dos Emirados Árabes Unidos com Angola. “Estamos focados em construir rotas comerciais marítimas rápidas e eficientes e temos o prazer de trazer nossa base de conhecimento robusta para Angola e os portos localizados na costa oeste da África. Estes acordos refletem a confiança que o Ministério dos Transportes e a equipa da UNICARGAS depositam em nós e na nossa capacidade de contribuir para os planos de crescimento económico de Angola”, disse.

Ricardo Viegas D´Abreu, ministro dos Transportes da República de Angola, comentou que o desenvolvimento das infraestruturas portuárias da República de Angola é uma prioridade fundamental do Plano de Desenvolvimento Nacional 2023-2027. "A modernização das nossas infraestruturas portuárias é um passo vital para Angola maximizar o potencial dos nossos recursos naturais e promover o crescimento econômico em benefício do nosso povo. Estamos muito satisfeitos em celebrar o acordo-quadro com o AD Ports Group e nos beneficiar de seu conhecimento e experiência estabelecidos como um player marítimo global”, ressaltou.

Mohamed Eidha Tannaf Al Menhali, CEO Regional – África, AD Ports Group, por sua vez, falou que "trabalhando com a UNICARGAS, vemos oportunidades significativas para aumentar a eficiência e aumentar a capacidade, implantando as mais recentes inovações para aprimorar os níveis de serviço e os tempos de resposta”.

Joaquim Nazaré Pimentel da Piedade, coordenador da Comissão de Gestão da UNICARGAS, declarou que o objetivo é desenvolver um terminal multiuso de última geração para melhorar a posição do Porto de Luanda como o porto mais movimentado de Angola. "Estamos muito satisfeitos em trabalhar com o AD Ports Group, que possui o conhecimento técnico e operacional para levar os serviços do terminal para o próximo nível”, destacou.

Angola é considerada a sexta maior economia da África Subsariana, com um PIB de US$ 74 bilhões de dólares. Bem posicionada para beneficiar do aumento do comércio marítimo, a República de Angola oferece 1.600 km de costa do Oceano Atlântico, com cinco portos operacionais principais, localizados em Luanda, Cabinda, Lobito, Soyo e Namibe.

https://wam.ae/en/details/1395303120818