G77+China busca contribuir para o sucesso da COP28, diz embaixador cubano

G77+China busca contribuir para o sucesso da COP28, diz embaixador cubano

ABU DHABI, 17 de setembro de 2023 (WAM) -- Norberto Carlos Escalona Carrillo, embaixador de Cuba nos Emirados Árabes Unidos, elogiou o esforço dos Emirados Árabes Unidos em "realizar uma COP que ofereça soluções reais, com base em ações concretas e mensuráveis, para a crise climática que enfrentamos".

Em declarações à Agência de Notícias dos Emirados (WAM), Carrillo disse que a visão expressa pelos organizadores é clara em termos da importância que atribuem à unidade e à cooperação internacional para o sucesso da COP28 e a aceleração da transição para um modelo econômico sustentável, com uma economia de baixo carbono e alto crescimento, de forma transformadora e justa.

O embaixcador acrescentou que a Agenda de Ação da COP28 também busca catalisar ações colaborativas sobre adaptação, preservação de ecossistemas, sistemas alimentares resistentes ao clima e proteção e capacitação das comunidades mais vulneráveis, investindo em soluções práticas para melhorar vidas e meios de subsistência.

Carrillo afirmou também que a República de Cuba assumiu a presidência pro tempore do Grupo dos 77 e China (G77+China), o que reflete seu compromisso de consolidar a unidade, a presença e a influência do Grupo nos múltiplos e relevantes processos multilaterais a serem realizados em 2023. Como parte de sua presidência pro tempore do G77+China, Cuba convocou a Cúpula de Chefes de Estado e de Governo do Grupo em Havana, nos dias 15 e 16 de setembro, sob o tema "Desafios atuais do desenvolvimento: O papel da ciência, tecnologia e inovação".

Em consequência dessa aspiração, Carrillo destacou que seu país convocou e realizou reuniões do G77+China nas esferas da educação, cultura, turismo e meio ambiente durante conferências internacionais sobre cada um desses temas em 2023. "As reuniões nos permitiram discutir aspectos de interesse comum, identificar desafios compartilhados e propor ações para enfrentá-los, enfatizando a importância da ação coordenada e da cooperação entre os membros do Grupo", explicou, acrescentando que "durante seu mandato, Cuba promoveu projetos de cooperação entre os países membros nas áreas de medicina, educação, biotecnologia e mudanças climáticas".

O embaixador disse que uma das ações mais importantes da presidência pro tempore é a Cúpula de Chefes de Estado e de Governo. Carrillo observou que a agenda da Cúpula permite que chefes de Estado e/ou de Governo expressem sua visão em relação aos problemas atuais vinculados ao uso do conhecimento e ao desenvolvimento da ciência, da tecnologia e da inovação para responder aos desafios do desenvolvimento.

"A Cúpula adota uma declaração política que reconhece a importância dessas questões no mundo de hoje, pede a eliminação das lacunas científicas e tecnológicas entre os países desenvolvidos e em desenvolvimento e promove a cooperação internacional nessas questões", afirmou.

Carrillo agradeceu a participação dos Emirados Árabes Unidos na Cúpula, que foi representada por uma delegação liderada por Mariam Almheiri, ministra para a Mudança Climática e Meio Ambiente dos Emirados Árabes Unidos. A presidência da COP28 e a presidência do G77+China compartilham uma visão comum dos desafios e aspirações em questões ambientais, bem como a necessidade de empreender ações urgentes que permitam um caminho de desenvolvimento sustentável, com base na cooperação internacional, explicou o Embaixador Carrillo.

Considerando a importância de se chegar a um consenso sobre os aspectos de maior relevância para os países do Sul Global, o embaixador relatou que Cuba propôs a realização de uma reunião de líderes do G77+ China no âmbito da COP28, tornando-se assim a primeira COP a sediar uma cúpula do grupo. "Essa reunião constitui uma oportunidade única para que a voz do grupo seja ouvida e seus interesses sobre o tema sejam posicionados. A unidade e a ação coordenada do Grupo diante dos desafios urgentes impostos pelas mudanças climáticas são essenciais para promover ações concretas em benefício dos países do sul", acrescentou.

O cubano concluiu dizendo que “é de nosso interesse fortalecer uma posição sólida do G77+China em questões em que há consenso e contribuir para o desenvolvimento bem-sucedido da COP28”.

https://wam.ae/en/details/1395303197802