Emirados Árabes Unidos condena invasão dos pátios da Mesquita de Al-Aqsa por extremistas

ABU DHABI, 19 de setembro de 2023 (WAM) -- Os Emirados Árabes Unidos condenaram veementemente a invasão dos pátios da Mesquita de Al-Aqsa por extremistas sob a proteção da polícia israelense. Em um comunicado, o Ministério das Relações Exteriores (MoFA, na sigla em inglês) reafirmou a posição firme dos Emirados Árabes Unidos sobre a necessidade de fornecer proteção total à Mesquita de Al-Aqsa e interromper as violações graves e provocativas que ocorrem no local.

O ministério ressaltou a necessidade de respeitar o papel de custódia do Reino Hachemita da Jordânia sobre os locais sagrados, de acordo com a lei internacional e o contexto histórico em questão, e de não comprometer a autoridade da ‘Jerusalem Endowment Administration’, que administra os assuntos da mesquita.

O MoFA pediu às autoridades israelenses que interrompam a escalada e que evitem exacerbar a tensão e a instabilidade na região, afirmando a rejeição dos Emirados Árabes Unidos a todas as práticas que violem as resoluções sobre legitimidade internacional e que ameacem uma escalada ainda maior.

Além disso, o ministério enfatizou a necessidade de apoiar todos os esforços regionais e internacionais para desenvolver o processo de paz no Oriente Médio, acabar com práticas ilegais que ameaçam a solução de dois Estados e estabelecer um Estado palestino independente nas fronteiras de 1967 com Jerusalém Oriental como a capital.

https://wam.ae/en/details/1395303198913